Promoção da qualidade de vida depende de diferentes elementos e pode ser desenvolvida com acompanhamento nutricional. Saiba mais!

A busca pela maior qualidade de vida é um objetivo quase universal e existem diferentes passos que podem contribuir, desde buscar um acompanhamento nutricional até praticar um hobby.

Apesar de o tema ser comum, muitas pessoas têm dúvidas sobre o que, de fato, é qualidade de vida e como buscá-la no dia a dia. Entenda mais a seguir!

O que constitui qualidade de vida?

Antes de buscar ter qualidade de vida é preciso entender que ela é constituída de vários elementos e não apenas saúde, lazer ou bem-estar isoladamente.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a qualidade de vida constitui em:

“percepção que um indivíduo tem sobre a sua posição na vida, dentro do contexto dos sistemas de cultura e valores nos quais está inserido e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”.

Portanto, a qualidade de vida tem relação com a manutenção e preservação da saúde física e psicológica, sociabilidade, independência e crenças.

Trata-se assim de um indicador pessoal, de forma que o que constitui qualidade de vida pode ser diferente de uma pessoa para outra.

No final das contas, podemos entender que se trata do nível de satisfação individual em relação à vida cotidiana.

Dessa forma, é importante saber que uma boa qualidade de vida depende das práticas do dia a dia e não de eventos excepcionais, como tirar férias, ainda que eles possam ajudar na sensação geral de bem-estar do indivíduo em relação à sua vida.

Como aumentar a qualidade de vida?

Após entender o que é qualidade é fundamental conhecer formas de ampliá-la. Nem todas as variáveis são controláveis do ponto de vista pessoal, mas algumas escolhas e práticas podem ser desenvolvidas rotineiramente.

Interação social

Um dos pilares da qualidade de vida é a sociabilidade. Aquele jargão “ninguém é feliz sozinho” se aplica aqui no ponto de vista das instituições de saúde, uma vez que a interação social é importante para manutenção da saúde psíquica, emocional e até física se considerar a produção hormonal relacionada a esses momentos.

Dessa forma, reserve tempo para interagir socialmente, seja com amigos, familiares, colegas de trabalho e estudo etc.

Também é importante manter pessoas de confiança na sua vida, com as quais você possa conversar e desabafar quando sentir necessidade.

Lazer

mulher em seu tempo de lazer adquirindo qualidade de vida após começar acompanhamento nutricionalO lazer também é importante e inclui diferentes tarefas que proporcionam prazer como ler, ouvir música, assistir série ou filme, cozinhar, fazer artesanato e muitas outras.

É importante ainda ter momentos de lazer ao ar livre, especialmente aproveitando a exposição solar. Interagir com animais de estimação também entra nessa categoria. 

Bom sono e descanso

A qualidade de vida está diretamente relacionada ao descanso. Isso inclui ter boas noites de sono, que sejam restaurativas e permita ao corpo renovar as energias.

Além disso, entretanto, é importante ter momentos de descanso acordado, como períodos de ócio, o que significa, literalmente, não fazer nada.

Alimentação

Outro pilar da qualidade de vida é a alimentação, tanto do ponto de vista da supressão da fome e ingestão adequada de nutrientes, como também do relacionamento com a comida.

O ideal é ter uma alimentação nutritiva, com disponibilidade satisfatória de nutrientes, vitaminas, minerais, carboidratos, proteínas etc., mas que essa refeição seja prazerosa e um momento de conexão positiva com o ato de comer.

Prática de atividades físicas

A atividade física é um elemento importante na promoção da qualidade de vida, pois influencia diretamente a saúde física e emocional.

Além disso, essa prática resulta na produção de hormônios, como a endorfina, que está relacionada à sensação de prazer.

Qual a importância do acompanhamento nutricional?

A qualidade de vida é determinada por essas diversas variáveis e, para algumas pessoas, a ajuda profissional pode ser importante na sua promoção, como o acompanhamento nutricional que promove diferentes ganhos, como:

Preservação da saúde 

Ao fazer modificações positivas na alimentação, o indivíduo melhora sua saúde no curto e longo prazo, podendo também ser usada no controle de patologias;

Disposição e energia 

Uma alimentação saudável e balanceada de acordo com as necessidades pessoais garante mais disposição e energia para realização das tarefas do dia a dia;

Autocuidado 

Promove a alimentação como uma forma de cuidado pessoal, melhorando o relacionamento do indivíduo com os alimentos e o ato de comer.

O acompanhamento nutricional como um aliado à promoção da qualidade de vida pode ser importante para indivíduos em diferentes contextos.

Os benefícios podem ser mais significativos e transformadores para pessoas com alguma necessidade específica, como para perder peso, pessoas com transtornos alimentares, doenças crônicas e autoimunes ou alterações digestivas.

Entretanto, o acompanhamento nutricional também pode ser importante para pessoas sem nenhum quadro de saúde agravado, pois a alimentação saudável se relaciona com o aumento da qualidade de vida.

Agende sua consulta agora mesmo e tire todas as suas dúvidas!

Deixe uma Resposta