fbpx

Clínica de nutrologia contribui na prevenção, diagnóstico e tratamento de diferentes condições como anemia, obesidade, diabetes e outras

A clínica de nutrologia pode fornecer um suporte médico especializado para prevenção, diagnóstico e tratamento de diferentes condições nutroneurometabólicas.

Apesar da importância do nutrólogo na manutenção da saúde, muitas pessoas têm dúvidas sobre quando esse profissional e uma clínica especializada devem ser buscados. Entenda melhor a seguir.

Quais sintomas podem indicar alterações nutroneurometabólicas?

O foco da nutrologia são as condições nutroneurometabólicas, que incluem patologias comuns atualmente como a obesidade, hipertensão arterial e diabetes mellitus.

Entretanto, muitos pacientes não sabem quais sintomas são indicativos de alterações nutroneurometabólicas, o que pode retardar uma consulta em clínica de nutrologia especializada, agravando a condição.

De fato, os sintomas são facilmente confundidos com de outras condições, mas os mais frequentes incluem:

  • Dificuldade para controlar o ganho de peso, apresentando tendência ao sobrepeso ou obesidade;
  • Transtornos alimentares, indicados por um relacionamento não saudável com o hábito de comer, seja ingerindo alimentos demasiadamente ou mesmo em quadros como a bulimia;
  • Alterações emocionais, como estresse crônico, ansiedade ou depressão;
  • sensação recorrente de cansaço;
  • Fraqueza muscular crônica;
  • Alterações neurológicas, como perda de memória ou dificuldades de manter foco e concentração. 

A existência de alguns desses sintomas pode demandar uma avaliação especializada com nutrólogo.

Quando procurar uma clínica de nutrologia?

Além dos sintomas indicados anteriormente, a clínica de nutrologia é uma opção para pacientes com diagnóstico de diferentes condições que podem ser tratadas ou monitoradas pelo nutrólogo.

Anemias e deficiências nutricionais 

A anemia consiste na falta de glóbulos vermelhos no sangue ou quando eles são disfuncionais, como no caso da anemia falciforme.

Devido ao comprometimento da oxigenação dos órgãos e células, a anemia causa sintomas como fadiga, fraqueza e falta de ar.

Além de poder ser causada por fatores genéticos, a anemia também pode ser resultado de deficiência nutricional.

Principalmente quando os níveis de ferro, minerais e vitaminas são insuficientes no sangue devido à dieta adotada ou alterações metabólicas.

O nutrólogo tem como função investigar esses sintomas, fazendo o diagnóstico da anemia, e orientando o paciente, como para revisão dos hábitos alimentares como também para suplementação.

Dietas restritivas 

A adoção de dietas restritivas também demanda um acompanhamento na clínica de nutrologia.

Algumas pessoas adotam dietas restritivas por razões estéticas, ficando suscetíveis a transtornos alimentares e também à anemia. 

Apesar da perda de peso poder ser alcançada, ela não é saudável ou sustentável, podendo causar o efeito sanfona e problemas de saúde.

Em outros casos, a dieta restritiva deve-se a problemas de saúde, como no caso de doença celíaca (alergia a glúten), intolerância à lactose ou síndrome do intestino irritável (SII).

Outro exemplo são as pessoas que, por motivos pessoais, aderem ao estilo de vida vegano ou dieta vegetariana.

Em todos esses casos, o acompanhamento do nutrólogo é recomendado para ajudar na definição de uma dieta que contribua na amenização dos sintomas e preservação da saúde do paciente. 

Obesidade 

Os pacientes com obesidade têm benefícios com o acompanhamento com nutrólogo que pode fazer um monitoramento periódico dos exames e estado geral de saúde.

O nutrólogo também pode auxiliar pacientes que almejam emagrecer, tanto com orientações sobre alimentação e hábitos de vida como com o encaminhamento para outros profissionais.

Apesar dessa possibilidade, o objetivo central do nutrólogo no acompanhamento da obesidade é a preservação da saúde do paciente e de sua qualidade de vida.

Transtornos alimentares

pessoa com transtorno alimentar pronta para procurar clínica de nutrologiaO nutrólogo deve fazer parte da equipe multidisciplinar responsável pelo acompanhamento de pacientes com transtornos alimentares, seja relacionado à compulsão, que levam ao ganho de peso, como nos quadros de anemia e bulimia.

A assistência multidisciplinar nesses casos pode envolver psicólogos, psiquiatras, endocrinologista e nutrólogo, que serão responsáveis pelo monitoramento. 

Doenças crônicas

Algumas doenças crônicas também demandam procurar uma clínica de nutrologia, como diabetes, alergias alimentares, hipertensão, alterações no colesterol e triglicérides.

Nesses casos, o nutrólogo pode orientar sobre as mudanças na alimentação que vão contribuir diretamente para controle da patologia e dos sintomas com mínima intervenção medicamentosa.

Doenças autoimunes

As doenças autoimunes, causadas por uma reação inadequada do sistema imunológico que leva o organismo a atacar células saudáveis, também podem ter acompanhamento do nutrólogo.

Algumas condições incluem tireoidite de Hashimoto, artrite reumatóide, doença de Crohn, esclerose múltipla, lúpus e outras.

Nesses casos, a alimentação pode contribuir para uma ingestão menor de alimentos inflamatórios e também focar em uma dieta saudável e balanceada que contribua na qualidade de vida do paciente.

Portanto, a clínica de nutrologia pode ser necessária em diferentes contextos, sendo o principal objetivo do nutrólogo a preservação da saúde do paciente e da sua qualidade de vida por meio da alimentação.

Quer saber mais? Entre em contato conosco e agende sua consulta!

Deixe uma Resposta