fbpx

Mamoplastia com colocação de implante de silicone deve ser decidida em conjunto com cirurgião plástico ponderando diferentes fatores

A colocação do implante de silicone mamário na mamoplastia de aumento é uma opção segura para mulheres insatisfeitas com o tamanho dos seios.

Apesar de o procedimento ser uma opção a ser considerada, é fundamental que a paciente pondere alguns fatores antes de fazer essa escolha. Saiba mais a seguir!

6 considerações importantes antes de colocar implante de silicone

A mamoplastia de aumento é um tratamento já consolidado que apresenta resultados satisfatórios.

Entretanto, apesar disso, é fundamental que a decisão pela cirurgia plástica seja baseada em diferentes considerações que influenciam a segurança e satisfação com o implante de silicone.

1. Motivações

O primeiro fator a ser considerado pelas pacientes que desejam realizar a mamoplastia de aumento é quanto às motivações para realização do procedimento.

Mesmo segura, trata-se de uma cirurgia invasiva, de forma que não deve ser realizada levianamente.

É fundamental que a paciente esteja motivada por razões próprias e não por influencia de terceiros, para satisfazer expectativas alheias ou atender padrões estéticos externos.

2. Expectativas

Outro ponto a ser considerado são as expectativas da paciente em relação ao tratamento que devem ser realistas.

A cirurgia plástica de implante de silicone consegue proporcionar aumento do volume mamário e, por vezes, seios mais empinados. 

Entretanto, as expectativas com esses resultados não devem ser irrealistas. A manutenção da autoestima antes do tratamento é fundamental para que o implante mamário contribua no bem-estar e satisfação da paciente, mas que eles não dependam exclusivamente do procedimento. 

3. Condições de saúde

Como qualquer cirurgia plástica, a mamoplastia de aumento consiste em uma técnica invasiva, de forma que a condição de saúde prévia da paciente é determinante na segurança do tratamento.

Por essa razão, os exames básicos são solicitados no pré-operatório, incluindo sangue, urina e cardíacos.

Além disso, no pré-operatório devem ser consideradas condições prévias de saúde, como diabetes e hipertensão, que apesar de não contraindicarem a cirurgia, devem estar sob controle.

Alguns quadros, como doenças autoimunes, baixa imunidade, infecções ativas ou alterações na coagulação sanguínea também contraindicam a cirurgia plástica de implante de silicone

4. Estrutura corporal

mulher com seios fartos após implante de siliconeMais um fator que deve ser considerado pela paciente antes de decidir pela realização da mamoplastia de aumento é quanto à estrutura corporal.

O volume do implante de silicone, por exemplo, assim como seu formato, devem considerar as características físicas para garantir um resultado esteticamente mais natural e satisfatório.

A estrutura corporal também é importante para que a prótese mamária não cause problemas de saúde à paciente, como em decorrência do peso que pode levar a problemas na coluna quando o implante é desproporcionalmente grande.

Mesmo a elasticidade da pele da paciente deve ser considerada na decisão, pois se houver pouca pele, um implante mais volumoso pode causar o estiramento da pele, resultando em estrias e mais dificuldade durante a recuperação. 

5. Cuidados pós-operatórios

Antes de decidir pela cirurgia plástica, a paciente também deve considerar se terá as condições necessárias para fazer os cuidados pós-operatórios corretamente.

São diversas as recomendações do pós-operatório que demandam planejamento, como:

  • tempo de afastamento, entre 7 e 10 dias, das atividades cotidianas;
  • não fazer atividades físicas entre 30 e 90 dias;
  • não dirigir por cerca de 15 dias, o que pode reduzir a mobilidade;
  • movimentos reduzidos dos braços nas primeiras semanas, demandando assistência da rede de apoio;
  • realizar sessões de drenagem linfática;
  • usar o sutiã cirúrgico por cerca de 30 dias.

Portanto, a paciente deve se certificar de que poderá realizar esses cuidados durante o pós-operatório.

Caso não possa se afastar das atividades de forma adequada durante a recuperação, a indicação é adiar a realização da cirurgia plástica até que o pós-operatório possa ser realizado conforme as orientações médicas.

6. Opinião do cirurgião plástico 

Um dos fatores mais importantes antes de decidir pela cirurgia plástica é consultar um cirurgião plástico de confiança e conferir a opinião desse profissional.

Apenas o cirurgião plástico está apto para avaliar os diferentes aspectos relacionados à realização da mamoplastia de aumento, como as motivações e expectativas da paciente, a condição de saúde, a indicação do tratamento para o caso e a escolha da prótese de silicone.

Por conta disso, mesmo que a paciente tenha vontade de colocar o implante mamário, será essencial que passe por uma avaliação com especialista e tome essa decisão em conjunto com ele.

Ao considerar esses aspectos antes da colocação do implante de silicone, a paciente garante a realização de um procedimento mais seguro e com melhores chances de um resultado estético satisfatório.

Agende sua consulta agora mesmo e tire suas dúvidas!

Deixe uma Resposta