fbpx

Orientação do médico nutrólogo durante emagrecimento gera benefícios por respeitar as individualidades do paciente. Saiba mais!

O médico nutrólogo é o especialista na prevenção, diagnóstico e tratamento de condições nutroneurometabólicas e de comportamentos alimentares prejudiciais.

Por conta da formação em Medicina e especialização em nutrição, o médico nutrólogo tem a qualificação necessária para orientar o paciente no processo de emagrecimento saudável.

É importante distinguir o emagrecimento da simples perda de peso, pois o tratamento especializado respeita a composição corporal individual para um resultado esteticamente satisfatório, mas especialmente que garanta a saúde do paciente.

O que o médico nutrólogo considera no plano de emagrecimento?

Para bons resultados no processo de emagrecimento, diferentes fatores devem ser considerados e é justamente por conta desse aspecto que é importante contar com um médico nutrólogo.

Veja a seguir como esse profissional compreende a condição do paciente e direciona o tratamento considerando as especificidades do quadro.

Histórico do paciente

O primeiro aspecto a ser considerado pelo médico nutrólogo na consulta é o histórico do paciente, buscando compreender a origem do sobrepeso ou obesidade.

Nesse sentido, o profissional investiga a natureza do problema, como se é uma condição desde a infância, se os familiares sofrem de obesidade ou se é um quadro mais recente.

Também são considerados problemas de saúde associados, como se o paciente apresenta hipertensão, diabetes, doenças cardíacas e outros.

Comportamento alimentar

mulher com hábitos alimentares compulsivos candidata a uma consulta com médico nutrólogoUm dos elementos fundamentais na compreensão da obesidade e na definição de um protocolo de emagrecimento satisfatório é quanto ao comportamento alimentar do paciente.

Por exemplo, pacientes com compulsão e transtornos alimentares apresentam ganho de peso como consequência da forma como se relacionam com a comida.

Outras pessoas, por sua vez, têm problemas com a qualidade das refeições e não com a quantidade, especialmente se tem um paladar infantil, caracterizado por maior rejeição a legumes, verduras e frutas, por exemplo.

A alimentação também pode ser uma válvula de escape para quadros psiquiátricos, como ansiedade, estresse e depressão.

Portanto, todo o contexto de como o paciente se relaciona com a comida é considerado pelo médico nutrólogo.

Também se avaliam os hábitos alimentares, como número de refeições por dia, horários, tempo dedicado a cada refeição, se almoça na mesa, em pé ou assistindo televisão, entre outros.

Hábitos

Outro fator considerado pelo especialista refere-se aos hábitos gerais de vida do paciente, incluindo:

  • se é sedentário ou se prática atividade física com frequência;
  • se tem uma rotina estressante;
  • se tem problemas para dormir, como insônia, o que pode prejudicar a produção hormonal e afetar o peso;
  • se consome quantidades adequadas de água diariamente;
  • se deita logo após as refeições;
  • se consome bebidas alcóolicas e em qual frequência;
  • se é fumante;
  • se faz uso contínuo de medicações de causam ganho de peso.

Apenas entendendo todo esse contexto de vida do paciente é possível compreender melhor as causas do ganho de peso e definir uma estratégia de emagrecimento mais eficaz.

Checkup de saúde

Por fim, o médico nutrólogo solicita uma série de exames após a consulta de avaliação para verificar o quadro geral de saúde do paciente, incluindo:

  • níveis hormonais;
  • funcionamento da tireoide;
  • aspectos metabólicos;
  • níveis de vitaminas e minerais;
  • resistência à insulina;
  • colesterol e triglicerídeos.

A partir do resultado desses exames será possível estabelecer um plano de ação que considere melhor as especificidades do paciente, respeitando seu ritmo no processo de emagrecimento.

Como emagrecer de forma saudável?

Para ajudar em um emagrecimento saudável, o médico nutrólogo considera esses diferentes fatores e monta um plano de ação que pode incluir:

  • reeducação alimentar: uma rotina alimentar que forneça os nutrientes necessários ao paciente, mas contribua ativamente na perda de peso pensando em uma estratégia de longo prazo e não apenas dietas temporárias;
  • exercícios físicos: estabelece uma rotina de exercícios físicos que respeite as possibilidade do paciente, mas que viabilize um emagrecimento mais saudável e duradouro; 
  • suplementação: pode ser necessário fazer a suplementação de vitaminas e minerais de acordo com os resultados dos exames, visando a manutenção da saúde do paciente;
  • medicações: o nutrólogo, diferentemente do nutricionista, está apto à prescrever medicações devido sua formação em Medicina. Os remédios podem ser necessários para controlar ou tratar condições adjacentes que influenciem no ganho de peso, como ocorre no caso de distúrbios da tireoide, por exemplo;
  • tratamentos complementares: o médico nutrólogo pode orientar o paciente quanto à realização de tratamentos complementares, como com psiquiatra, endocrinologista, nutricionista e outros, conforma as necessidades identificadas no caso.

Assim, a orientação do médico nutrólogo durante o processo de emagrecimento é importante devido à ampla visão do profissional para garantir um planejamento que promova mais saúde ao paciente e respeite suas individualidades. 

Agende sua consulta agora e tire suas dúvidas!

Deixe uma Resposta