fbpx

Uso de suplementos para hipertrofia muscular contribui no ganho de massa muscular, mas deve ser orientado por especialista 

O uso de suplementos para hipertrofia muscular torna-se mais comum conforme mais pessoas reconhecem os benefícios dos exercícios físicos para o bem-estar físico e mental.

A hipertrofia muscular consiste no processo de ganho de massa muscular após o estresse do músculo causado pela atividade física, na qual ocorrem pequenas lesões nas fibras, dando início à restauração.

Durante a restauração das fibras musculares, o que ocorre no período de repouso após os exercícios, há o aumento do tamanho inicial do músculo.

A hipertrofia muscular pode ser percebida por meio da sensação de queimação no músculo durante ou depois do exercício.

Para que seja possível a restauração das fibras musculares é preciso que haja uma reserva de proteína e aminoácidos no organismo e é aí que entra o papel dos suplementos para hipertrofia muscular.

6 opções de suplementos para hipertrofia muscular

Os suplementos para hipertrofia muscular desempenham um duplo papel, pois contribuem no desempenho durante a atividade física e também melhoram a recuperação do músculo para maior ganho de massa muscular.

Eles podem ser complementares à alimentação, mas é fundamental que haja uma recomendação especializada. Conheça as principais opções de suplementos para hipertrofia muscular a seguir.

1. Whey protein

O suplemento protéico Whey protein é, provavelmente, o mais conhecido entre os praticantes de atividades físicas e é extraído do soro do leite de vaca, ovelha ou cabra.

Esse suplemento contribui no aumento da força e rendimento físico, mas também desempenha um papel na reconstrução das fibras musculares, ajudando no aumento muscular.

Os tipos de Whey protein são concentrado, isolado e hidrolisado, sendo que a diferença entre eles refere-se às porcentagens de proteína, carboidratos e gordura, sendo que as recomendações variam de acordo com os exercícios e os objetivos.

A quantidade diária de Whey protein varia, geralmente, entre 20 a 30 g do suplemento de acordo com as demandas do nutricionista. O consumo deve ser feito entre 30 minutos antes ou após os treinos, sendo diluído em água ou outro líquido.

2. Creatina

A creatina é um aminoácido, sendo que a versão em suplemento para hipertrofia muscular é mais rica em proteínas, melhorando os treinos e a recuperação muscular, além de prevenir cãibras e lesões.

O consumo de creatina também é possível por meio de uma alimentação rica em carnes vermelhas, peixes e frutos do mar, apesar de em menor concentração.

Para suplementar a creatina é preciso considerar as necessidades individuais, mas é comum a recomendação de 0,3g por kg de peso corporal na primeira semana e, posteriormente, entre 3 a 5 g por dia.

3. BCAA

tipos de suplementos para hipertrofia muscularO BCAA também contém aminoácidos, como leucina e valina, contribuindo no ganho de massa muscular e sendo mais recomendado para quem pratica exercícios regularmente.

O consumo pode ser feito durante o dia ou após a atividade, ajudando a amenizar a sensação de cansaço.

Como os demais suplementos para hipertrofia muscular, a ingestão de BCAA depende das demandas individuais, mas o consumo costuma variar de 2 a 6 cápsulas por dia.

4. Glutamina

A glutamina é um suplemento menos comum, pois se trata de um aminoácido não essencial (produzido pelo próprio organismo), mas é recomendado para melhorar o desempenho durante os treinos mais intensos.

A suplementação diária de glutamina para atletas costuma ser de 8 a 15 gramas, distribuídas de 2 a 3 vezes ao longo do dia com algum líquido.

5. Caseína

A caseína é uma proteína presente no leite que também contribui no ganho de massa muscular. Trata-se de um suplemento cujo consumo varia de acordo com o peso, sendo indicado entre 0,8 e 2,2g por kg de peso corporal.

O consumo da caseína deve ser junto com água ou suco cerca de 30 minutos antes de dormir. 

6. Proteínas vegetais

A suplementação com proteínas vegetais, extraídas geralmente de ervilha, soja, arroz ou semente de abóbora, é particularmente recomendada para vegetarianos, veganos ou pessoas com alguma intolerância, alergia ou sensibilidade às proteínas de origem animal.

O uso do suplemento vai ajudar no ganho de massa muscular devido à maior resistência física e recuperação das fibras musculares.

O consumo de proteínas vegetais varia de acordo com as necessidades individuais, mas costuma ser de 30g uma vez ao dia, podendo ser misturado em água, suco ou com frutas.

O que deve acompanhar a ingestão de suplementos?

Apesar de os suplementos para hipertrofia muscular serem uma ótima opção para quem deseja ganhar massa muscular, o consumo isolado não entrega resultados, devendo ser associado a outros cuidados como:

Alimentação balanceada

A suplementação só faz diferença quando a base alimentar é satisfatória e alinhada com os objetivos individuais, fornecendo o conjunto necessário de nutrientes;

Exercícios físicos 

O principal objetivo desses suplementos é contribuir no ganho de massa magra por meio da restauração muscular, o que só ocorre efetivamente quando há a prática regular de atividades físicas;

Orientação especializada

A suplementação mais apropriada, assim como as possíveis contra indicações e valores diários, depende de uma avaliação especializada com nutrólogo, evitando complicações decorrentes do uso inadequado, como insuficiência renal.

Portanto, a orientação especializada, junto com os demais cuidados, contribui diretamente na definição física. O profissional ainda pode recomendar procedimentos complementares de acordo com os objetivos do paciente, como cirurgias plásticas ou técnicas não invasivas.

Agende sua consulta agora mesmo e tire suas dúvidas!

Deixe uma Resposta